11 de fevereiro de 2014

"From Notting Hill with love... Actually"



From Notting Hill with love... Actually
Ali McNamara


Estréia da autora Ali McNamara, este livro é um presente para os amantes da capital britânica. Melhor, para os amantes de filmes de comédia romântica. As referências já são perceptíveis no título e garanto, não param por aí.
Scarlett O’Brien ama filmes românticos. O fato dela trabalhar com máquinas de pipoca de cinema ajudam na construção de sua imaginação. Imaginação que muitas vezes estressa seu noivo, David, um homem sério de negócios que só exige de Scarlett um pouco de pé no chão. A gota d’água acontece quando Scarlett não consegue acompanhar David num jantar de negócios importante para ele e então ela vai cuidar de uma casa por uns meses em Notting Hill a fim de refletir e conseguir focar no casamento que está chegando. David a apoia e logo no primeiro dia, ela conhece Oscar.
Oscar é dono de uma loja de Notting Hill e logo se torna amigo de Scarlett. Ela conta sua história e o porquê foi parar lá e ele a apresenta para seus amigos. Scarlett também conhece Sean, seu vizinho temporário que é irmão de uma amiga de Oscar. Não preciso nem terminar de contar para entender o que acontece a partir daí.
Sim, o livro é clichê.

Entre a história dela se apaixonando pelo Sean, mas com peso na consciência porque tá de casamento marcado, há a história da mãe dela. Ela nunca a conheceu e sonha em encontrá-la, então ela e Sean vão à sua procura. Scarlett é uma sonhadora imatura, na minha opinião. Ela não pensa no que o David pensa/sente, pois ele a apoiou na decisão de se afastar por três meses; ela não pensa no pai e no que ele iria sentir quando descobrisse a procura da mãe.
Mesmo assim, volto ao que disse no início. O livro é ótimo pelas citações e referências de filmes conhecidíssimos como Bridget Jones, Casablanca, Pretty Woman, além de Scarlett fantasiar e comparar as pessoas com Johnny Depp, Hugh Grant, Colin Firth e afins. O cenário é lindíssimo, não só Notting Hill, como Londres mesmo, Glasgow e um pouco de Paris.
O livro em si não é muito bom; é bonito, mas clichê. Talvez a intenção fosse essa, Scarlett queria viver um clichê de filme, mas para isso ela foi inconsequente. Mesmo com esses poréns, o livro é cheio de detalhes que o fazem um ótimo conjunto. Não falo das citações que já disse acima, mas da capa lindíssima, dos detalhes dos flocos de neve e do bônus ao final. 

Após o término do livro, há um guia para andar em Notting Hill com direito a mapa. Como fiquei com raiva em descobrir isso aqui, no Brasil. Comprei esse livro em Londres e quando fui para Notting Hill, não consegui achar a livraria. Fiquei decepcionada por isso, mas as lojinhas e o bairro compensaram.
 Também tem um teste para quem assistiu Notting Hill, Love Actually, Pretty Woman, Sleepless in Seattle, Bridget Jones e curiosidades sobre esses filmes. Muito lindo.
Devido a todo esse cuidado que a Ali teve, fiquei contente com o livro mesmo deduzindo metade da história logo no primeiro momento. Para quem não gosta de clichês, fuja desse livro; para aqueles que amam um romance estilo todos esses filmes citados, este livro é recomendadíssimo!


That’s all xx

Nenhum comentário:

Postar um comentário