1 de março de 2013

Por que ver os clássicos: Fevereiro

I’m back!
Depois de passar algumas semanas em Londres, voltei para essa vida sofrida de estudante. Por conta disso, minha lista desse mês não é tão extensa quanto a do mês passado, mas pelo menos consegui atingir a meta.

Z. (idem) Costa-Gavras. 1969. Ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.
Definição: Filme FFLCHiano. Ditadura, repressão, corrupção, imprensa, governo. Tudo no estilo FFLCH de ser. Para quem não entende, bom, assista.

Os Miseráveis (Les Misérables) Tom Hooper.  2012. Vencedor do Globo de Ouro de Melhor musical.

Chorante. Não tenho outra palavra pra descrever, não me lembro de ter chorado tanto na minha vida numa sessão de cinema como nesse dia. Era óbvio que iria chorar com Anne Hatheway cantando “I dream a dream”, mas não esperava chorar em outras partes. Não quero dar spoilers para ninguém, mas teve uma parte que minha exclamação pode ser ouvida pelo cinema inteiro. Fim.
Aliás, precio dizer chorei até no discurso da Anne ao ganhar o tão merecido Oscar. Meu deus, choro define.

Argo (idem) Ben Affleck. 2012. Vencedor do Oscar de Melhor Filme.
Estava voltando para o Brasil na noite do Oscar e assisti Argo no voo pensando ‘nossa, esse filme merece ganhar’, até porque também vi Lincoln e não achei tão legal. Enfim, assim como Lincoln, o filme é muito Oscar material e acho quase tendência o fato de O Artista aka ganhador do ano passado também ser um filme falando de outro filme (metalinguagem). Não entendo como funciona esse negócio de diretor ser ator do próprio filme, porque tem uma cena totalmente inútil do Ben Affleck se vestindo, mostrando seus abs. Ai fiquei me perguntando como ele chega a conclusão de gravar tal cena, tipo ‘vou me filmar pra mostrar meu físico’, sei lá, mal consigo me ver numa gravação, imagina editar um filme meu?


Também assisti, como disse Lincoln e O Lado bom da vida, mas eles não receberam as maiores premiações do Oscar/Globo de Ouro, então não adicionarei no meu challenge porque não se encaixam em nenhuma das categorias pré estabelecidas aqui.
É isso aí, espero que em março consiga assistir bem mais do que os dois que preciso.

Bônus:
Adoro tirar foto de propaganda dos double deckers, e achei dois diferentes de Les Misérables.



That’s all xx

Nenhum comentário:

Postar um comentário