20 de dezembro de 2012

Séries em 2012

Sei que o ano ainda não acabou, mas vou listar as séries que comecei e as que larguei em 2012. Acredito que houveram grandes mudanças. 
Adicionadas à watchlist:
Switched at Birth
Não tinha certeza onde colocar essa série porque o fim da temporada foi tão desanimadora que nem vi mais. Eu assisti num gás até metade, por indicação da Pi, aí a Daphne começou a ficar insuportável se já não era, e a Bay começou a mal tratar aquela coisa fofa do Emmett ♥ Resumindo: a série tava indo pra uma direção horrível e eu preferi parar antes que piorasse.

Smash
Lembro-me de todo mundo falando que “Spielberg humilhou Glee com essa série” e tenho que concordar em partes. É óbvio que tem diferença entre série musical e série de musical -que é Smash, mas mesmo assim as comparações não paravam. Sei lá qual foi a reação do povo norte-americano, mas eu amei, muuuuito mais que Glee. Embora esteja com saudade, tô um pouco receosa com a nova temporada, já que ouvi rumores que não ia mais ter o DiMaggio lá fazendo par com a personagem da Debra Messing.



Alcatraz
Esta série se encaixa na mesma dúvida que SaB, mas não pelo motivo de ter desistido, mas sim porque cancelaram. Uma pena, na minha opinião, eu tava gostando, embora tenha consciência que odiaria nas próximas temporadas porque seria muita enrolação, perguntas sem respostas e, provavelmente, teria um final igual Lost (=horrível). Mesmo assim, tava legalzinho.

The Client List
Eu não coloco ela no ‘excluídos’ porque vi toda a primeira temporada e não começou a segunda ainda, então ainda a considero ‘em dia’, embora não tenha vontade de assistir mais. [Spoiler] A série tava caminhando do jeito que eu queria até que o marido fdp reaparece, aí que dó do irmão bonito Evan, que provavelmente ficará de escanteio.[/spoiler]

White Collar
Provavelmente a melhor coisa que comecei a assistir nesse ano! Meu deus, Neal Caffrey é muita sedução. Ele é fodão à la The Mentalist, mas menos dramático, porque Patrick tem toda a história da mulher e da família e red John e tralala; já o Neal tem o drama da Kate, mas isso acaba na segunda temporada. Fora isso, tem o Mozzie, que adiciona um quê na série; além, também, do labrador do Peter que esqueci o nome (=|).


Só mais uma observação: Sou Team Alex. ♥

Homeland
A primeira temporada assisti de uma vez e sofrendo com problemas pra respirar de tão agoniada que fiquei, provavelmente sofrerei do mesmo jeito com a segunda, por isso (e por falta de tempo) esperei acabar pra começar a assistir. É muito tensa e incrível essa série, a Claire Dane me convence facilmente como uma louca psicopata. Facilmente.

Boss

Ok, o assunto da série não me interessava, só o fato do Jonathan Groff aparecer na segunda temporada, isso significa que teria que ver oito episódios de puro tédio. Mesmo isso sendo verdade, até que gostei da série. Assisti no período eleitoral e não podia ter caído em melhor hora. A segunda foi claramente melhor, não só pelo Jonathan, mas porque a doença do Kane tava pior e a Kitty tava bem mais foda. É uma pena terem cancelado, eu realmente pensei que ela tava indo bem, dentro dos limites, e que teria pelo menos um desfecho.

American Horror Story
TAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAATE ♥


Team Tate Forever, só isso que tenho a acrescentar sobre a primeira temporada. 
A respeito da segunda, não consigo decidir se tô achando melhor que a primeira, tenho que esperar o desfecho pra avaliar, independentemente disso, ela tá incrível.

Downton Abbey
Assisti só a primeira temporada, mas em uma noite/madrugada só. Não conseguia ir dormir sem terminar, sério! Aposto que a segunda será imensamente melhor porque o último acontecimento da primeira foi o [spoiler] anúncio da guerra[/spoiler]. Imperdível.

Excluídas da watchlist:
Once Upon a Time
Sei que Jeff me condena até hoje por ter desistido dessa série, mas fazer o quê? Pra mim, eles estavam destruindo todos contos de fadas. A gota d’água foi o episódio que, out of the blue, o gênio da lâmpada virou o espelho da bruxa da Cinderella (acho que foi isso)!!!!!! Go-ta-d’a-gua!
Correção: é Branca de Neve. Thanks, Jeff.

Pretty Little Liars
Aleluia senhor consegui largar essa série! Já não aguentava mais sobre quem era -A e logo após descobrir, tchau PLL. Nem Ezra me segurava mais nessa série! Fora que a Spencer largou aquele hot-british-Wren pra ficar com o Toby, pelamor, não suportava mais todo o drama das mentirosinha (palavras do Jeff). Fora que a série se gaba por ter tanta beldade masculina, mas só decepciona (com exceção dos dois mencionado).


Ringer
Sinceramente não sei o que aconteceu com essa série, se ela foi cancelada e talz. Provavelmente foi cancelada, já que não ouvi mais a respeito. Eu até tava gostando, dava pra matar a saudade de “A Usurpadora” – aliás, não precisaria agora já que tá re-passando no SBT – e tinha o Ioan Gruffudd de brinde. Tava até indo bem, mas é muita enrolação, muito drama em volta da Siobhan a.k.a Bridget.

Nikita
Ah, sinto um remorso muito grande por "Nikita", eu gosto dessa série, não tá chata, não terminou mal a segunda temporada, mas simplesmente não dá vontade de abrir o episódio e assistir. A segunda temporada foi vista meses após o término e a terceira já tava na metade e eu nem tinha começado a ver. Com tanta coisa atrasada e novas séries aparecendo, "Nikita" nunca foi uma prioridade, então decidi cancelar. Ainda espero por um tempo de vacas magras pra voltar com ela.

Deixei de fora "The Voice", que comecei pela segunda vez e desisti na mesma época que a primeira; "Partners", que foi cancelada após seis episódios; "Cavaleiros do Zodíaco Ômega", que tá destruindo com o clássico; e as minisséries britânicas, que farei um post a parte futuramente.
Sem dúvida que me livrei do trashes (desculpa, "Nikita") e adicionei novos vícios a minha watchlist. E que venha 2013 com novos episódios, incluindo "Suits".


That's all x

Nenhum comentário:

Postar um comentário