13 de outubro de 2012

Resident Evil 6 #2


Chris e Piers


A segunda campanha que terminei não é mais survival horror e lembra bem RE5, não só porque é com o mesmo personagem, mas pelo modo ‘mais atira em tudo que ver’. Devido a isso, pensei que munição não seria um problema, erro meu! Tinha horas que fiquei sem nenhuma bala e quando tinha, era pouco e a metralhadora não sabe economizar munição, você atira e sai 5 balas de uma vez.

Chris e Piers
O vídeo começa com Chris todo podre e bêbado. Piers aparece lá e o ‘resgata’, dizendo que ele tem que lembrar quem é e tudo que aconteceu na última missão. É com essa deixa que vamos jogar essa missão fatídica que ocorreu no leste europeu. Antes de eu comentar sobre isso, preciso enfatizar o quão bonito  o Piers é! Ele é modelo, cara, não é possível! Fora que ele é todo certinho, respeita o Chris mais do que qualquer coisa e só o chama como “Captain”, quer dizer, ele vai ficar rebeldes em algumas cenas, mas comentarei adiante.


Bom, voltando, é nessa missão que Chris encontra pela primeira vez a Sherry. Ele a reconhecida por causa da Claire (claro) e Piers reconhece Jake, que é um mercenário. Há algumas faíscas entre os dois, mas são interrompidas pelo primeiro brutamontes da campanha. Odiei isso porque eu tive que passar por essa fase duas vezes, na pele de Chris e de Sherry depois. Tínhamos que fazer coisas diferentes, enquanto Chris cuidava dos rebeldes da área, Sherry cuidava do monstro. Quando tudo é derrotado, Chris pergunta ao Jake se eles já se conhecem, aí fiquei com isso na cabeça o jogo inteiro, pensando que eles tinham se encontrados em alguma missão ou algo do tipo, mas acho que é só pelo fato dele ser filho do Wesker. Foi o que entendi, pelo menos.
Encontramos pela primeira vez com Ada (pro Chris) e ele não a conhece, então a ajuda a sair do local que, segundo ela, era refém. Depois que ela consegue sair do local com segurança, ela prende todos os soldados, excluindo Chris e Piers, e volta uma bolinha com várias agulhas, injetando o C-vírus em todos eles. Chris fica puto da vida e é aí que começa a sede por vingança. Nessa bagunça toda, Chris acaba sendo atingido e cai, batendo a cabeça no chão. Aí entendemos porque ele tá todo podre bêbado sem memória no bar. Preciso comentar que o jeito que o Piers ‘recruta’ Chris de volta é muito forte, faz o coitado olhar fotos dos soldados que morreram enquanto estavam sob o seu comando, começa a gritar: “Never thought I’d find Chris Redfield wasting away in a shithole like this” e também “Six months of searching and this is what I find” Tão sem sentimento HAHAHA
Estamos agora na missão ‘atual’, na China. Eu vi uma reportagem da TV sobre a China e nossa, reproduziram a cidade igualzinha, até com as bicicletas cheio de coisas. Eu não sei direito se a gente luta contra rebeldes/terroristas ou com homens infectados pelo C-vírus. Parece os dois. Tem uns caras mascarados que, se atirar na cabeça, o que eu sempre almejo, vira caramelo e aí brota o monstro lá, do mesmo jeito que a Ada ‘nasceu’ no vídeo de “Happy Birthday”. O legal é que Piers é oficialmente um sniper, tanto é que só ele tem a arma de precisão, então meu irmão ficava encarregado de matar o povo dos andares de cima e eu a multidão vindo atrás de nós. O bom também é que Chris tem a metralhadora, muito mais fácil pra atirar do que a handgun do Leon, mas não tô reclamando, porque Leon tinha as melhores armas e as mais variadas também!
Enfim, depois de lutar um pouco na China e ver os homens caramelizados, Chris recobra a memória e pergunta ao Piers se a Ada tá no país também, como Piers diz que sim, eles saem a procura dela. Antes disso, porque claro demora encontramos Sherry e Jake de novo e, de novo, temos que fazer a cena duas vezes com diferentes visões. Enquanto Chris fica em cima protegendo e ajudando os dois, na campanha de Sherry é aguentar lá até a ajuda vir. De novo, Piers fica de mimimi falando que não pode deixar Jake ir embora, mas Chris deixa bem claro que a missão deles é acabar com os BOWs. “Stick to the mission”.
A campanha do Chris é boa também porque ele tem os soldados que, embora os bots não fazem muita coisa, em portas eles vão primeiro, ou seja, recebem os primeiros tiros HAHAHAHA cobaias. Só tem uma exceção quando aparece uma cobra gigantesca (à la RE4, aquela da biblioteca, só que essa fica invisível) e pega um dos soldados e arrasta, Chris sai correndo aloucamente e, depois que perde de vista seu alvo, Piers fica todo puto.
  •  “What the hell were you thinking, pulling a kamikaze stunt like this?”
  • “These are my men, or you follow my lead or I’ll find someone who will”
  • “Jesus, do you even hear yourself?”
  • “Fall in line, soldier”


SUCK IT, PIERS! Isso é pra aprender que tem que respeitar seu capitão! HAHAHAHAHA Embora não pareça, eu gosto muito do Piers, fora que ele é incrivelmente bonito, ele é determinado e não tem medo do perigo, Chris precisava ouvir todas essas coisas, ele tá muito melancólico, aliás, desde RE5 com toda aquela coisa de Jill, Partners, Dead.
Quando a cobra apareceu de novo, dessa vez pra gente matar, meu irmão disse: ‘não é uma cobra, é uma sanguessuga’ e aí eu fiz a idiotice de perguntar qual a diferença HAHAHAHAHAHAHAHA Sério, é uma cobra.
Depois disso a Ada aparece, mas só pra fazer o que ela gosta: fugir. Só deu um “good bye boys” e desapareceu pela janela. Chris fica mais emputecido ainda, socando a parede e tal, aí o Piers fala “calm down, captain”, fazendo Chris perder a paciência: "How many of our men are dead because of that bitch?” e é nessa hora que Piers faz todo o discurso que Chris não tá mais ligando pra missão, só tá pensando em vingança e se não fosse por isso , alguns dos soldados não tinham morrido e que é bom o Finn, um dos novatos que morreu na missão do leste europeu, não estar aqui pra ver isso e, se não bastasse, ele termina: “What happened to the legendary Chris Redfield?” VIIIIIIIIIIIIIIIIIISH HAHAHAHAHA Chris o manda calar a boca e os dois quase saem na porrada, com direito a Chris empurrar Piers na parede e ficarem se encarando #NotASexualReference Depois ele diz que vai atrás da Ada e Piers diz que o seguirá já que precisa “keep and eye on you”.
Estamos no mesmo ponto da campanha do Leon onde os dois se encontram daquela maneira fodástica que descrevi anteriormente, é muito tenso os dois lutando! Chris é visivelmente mais forte, ele tem um braço né, senhor do céu, mas Chris usa mais equipamentos, tem back-up e tal e Leon sempre foi individualista, com uma handgun de nada. Fora que ele conseguiu sobreviver no primeiro dia de trabalho em Raccoon City, c’mon! Não consigo imaginar quem ganharia nessa briga, mas eu não tenho dúvidas de quem torceria #TeamLeon
Esse encontro com Leon e os toques dele do tipo “I know you’ll do the right thing” deve ter, de alguma maneira, afetado no cérebro do Chris porque logo após ele diz ao Piers: “you were right” e eles ficam de boa de novo, yay Começa uma parte horrível agora, que é Piers pilotando o carro e Chris atirando na caçamba. Horrível porque, primeiro, meu irmão acertava os outros carros que tavam andando e aí a gente acaba sendo explodidos, fora que eu atirava pro nada, já que ela tava super longe. Ainda bem que não durou muito e finalmente encurralamos Ada. Com os conselhos de Piers, Chris consegue se controlar pra não matá-la, mas alguém o faz, alguém aparece num helicóptero e atira nela! E ELA CAI! E até aí eu poderia pensar ‘ok, ela pode não ter morrido, já que em RE2 a gente pensou que ela tava morta’, mas ela caiu, mano, tipo, MESMO, apareceu no vídeo até o BUM da queda! CHOQUEI! 
Agora estamos tentando evitar que os mísseis caiam na cidade chinesa, como já adiantei, não conseguem impedir um e cai onde Leon está. Como também já falei, Leon pede pro Chris ir resgatar Sherry e Jake, e então nós vamos. É nessa hora que Leon avisa quem Jake é e aí Chris deve ter tido um mindfuck, eu teria. Antes de chegar até onde Sherry tá, Chris tá num elevador com Piers e eles começam a conversar. Piers diz o quão irônico o fato do filho de quem quase destruiu o mundo ser o único que pode salvá-lo. Chris chega ao seu ápice de melancolia e diz que depois dessa missão vai se aposentar, deixando seu posto pro Piers, alegando que ele tá pronto. Piers acha que ainda não tá pronto, mas no fundo deve ter ficado feliz em não ter que aturar as atitudes imaturas de Chris.



SPOILER
Liberamos e encontramos com Sherry e Jake de novo e aí o Chris fala a besteira pro Jake: “I see your father on you” E NÃO SÓ ISSO, quando Jake pergunta se ele o conheceu, Chris abre sua boca enorme: “I’m the one who killed him” MANO, WHY WHY?! Jake aponta a arma pro Chris e ele “you can kill me, but promise me you survive and save the world” ok, acho que esse foi o ápice da melancolia, pqp! Claro que ele não o faz, mas affê! Chris, you’re better than this!
Agora aparece o monstro que seria o responsável por espalhar todo o vírus pelo mundo e Chris e Piers ficam encarregados de matá-lo. PUTA QUE PARIU QUE NEGÓCIO CHATO! Eu e meu irmão morremos umas 40 vezes nesse lugar, sério! Tinha que correr pra não ser atingido, mas não importava o quão longe ele tava, algo acontecia e a gente acabava morrendo. Meu irmão teve que jogar com o bot (que não fez nada diferente do que eu tava fazendo) pra conseguir passar, foi tão exaustivo. Esse monstro ia agarrar o Chris, mas Piers se joga na frente, o bicho então agarra o Piers e o joga na parede E JOGA ALGO TRUCIDANDO O BRAÇO DO TADINHO! Determinado a salvar Chris, que tava na mão do monstrão, ele SE DESPRENDE DO PROPRIO BRAÇO E NÃO SÓ ISSO, MANO, MANO, MANO, ELE PEGA A ÚLTIMA VACINA DO C VÍRUS E INJETA EM SI MESMO! MAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAANO!
Ele fica poderoso à la Nero do Devil May Cry, com aquela mão demoníaca  A mão soltava raios de energia, mas parece que tinha que recarregar, sei lá, eu era o Chris. Depois que eles derrotam o monstrão, eles acham uma cápsula pra sairem de lá, SÓ QUE AÍ O PIERS EMPURRA O CHRIS E FECHA A CAPSULA, DEIXANDO-O SOZINHO! NOSSA MEU!
Chris fica louco: “open the door Piers, it’s na order, god damn it Piers”, mas nada adianta! E tão triste! Chorei tanto e meu irmão me zuou o dobro! É MUITO TRISTE!
Nós não vimos ele realmente morrendo, tipo, caindo duro e tal, mas o laboratório subterrâneo tava só o pó, não sei se tinha como ele sair vivo de lá e mesmo se tivesse, o vírus ia tomar conta dele eventualmente. 
É como se um raio tivesse caído duas vezes no mesmo lugar, né? Quer dizer, na família Redfield. Apesar que eu ainda tenho esperanças em Steve, menores agora mas tenho. Wesker disse que tinha planos pro Steve, mas ele morreu então alguém teria que dar continuação a isso, o que acho improvável, mas teremos que esperar o próximo jogo que Claire seja a protagonista. Minhas esperanças são menores com Piers, não acho que ele volte, mesmo assim, o papel dele foi cumprido e isso ao mesmo tempo é feliz e triste. Piers fez Chris virar uma pessoa melhor, menos sentimentalista e mais racional em relação às missões; mas ao mesmo tempo, Chris tá mais triste, quer dizer, ele queria se aposentar da BSAA, mas em nome do Piers, ele não vai mais. Espero que ele esteja feliz, mas muitas outras mortes virão e não sei quanto tempo ele aguentará. Bom, é esperar pra ver. 


Easter Egg
Eu tava procurando por fotos pra colocar aqui e vi no tumblr essa gif, TÃO CUTE MEU DEUS DO CÉU! Não fiz isso na campanha, só quando joguei com a Ada uma pena, e também meu irmão não ia querer ver isso, né pena2. Bom, a gif tá aí que é bem melhor 


That's all x


Nenhum comentário:

Postar um comentário