26 de setembro de 2012

Musicais.

Eu entendo completamente a pessoa que diz não gostar de musical porque tem música encaixada do nada na história. Infelizmente, meu irmão é esse tipo de pessoa e não quis me levar ao show da Liza Minnelli no Credicard Hall essa semana. Em tributo a essa catástrofe #drama, vou fazer meu Top5:

Cabaret
Vou começar por esse pra emendar Liza Minnelli, mas esse não é meu musical favorito, embora não consiga definir exatamente qual é. O filme se passa na Alemanha e tem como cenário a ascensão nazista assunto que não me interessa neeeeeeeeeem um pouco, né mas isso é só o cenário mesmo, lembro-me de apenas umas duas cenas que explicita isso acontecendo, a história mesmo é sobre a personagem da Liza Minnelli, que trabalha no Club como dançarina, entre dois amores. A história em si não tem nada de extraordinário, mas Minnelli rouba a cena, aliás, ela e o apresentador (?) do club que, na abertura do filme, canta em três línguas diferentes.


Claro, no filme também tem a famosíssima "Maybe This Time", mas a minha favorita mesma é "Money, Money". À parte das músicas se é que isso é possível tem o figurino lindo da Minnelli e, bom, não é preciso nem falar que ela é a estrela do filme inteiro. 


Não preciso nem falar que fico deprimida por não poder ir no musical Cabaret aqui no Brasil, né? Apesar que a tradução das músicas faz a obra perder metade da magia. Foi por isso que não fui ver Mamma Mia! Mas enfim, assunto pra outro dia.

Sweeney Todd
Se alguém me obrigasse a escolher um musical só pra ser meu favorito, acho que seria esse! Deixa eu algumas coisinhas que esse filme tem: 
Johnny Depp + Tim Burton + Helena Bohan Carter + Alan Rickman + Londres + Londres + Londres + Londres. Ok, parei. Ah, tem mortes também, mas isso não é algo tããão essencial como seria pra Thami

O filme começa com o dueto sensacional do Anthony e Sweeney cantando "No Place Like London"


Sério, me arrepia.

Preciso falar que, embora eu o considere um dos melhores musicais que já vi, ODEIO O FINAL! É horrivelmente absurdo e absurdamente horrível. Não vou dar spoiler, mas deixo aqui meu descontentamento com o final. 
Minha música e performance favorita é "Epiphany" com o Johnny arrasando falando: Welcome to the Grave! Gosto muito de "My Friends" também, mas Epiphany... meu deus.


Ótima participação que esse filme tem é a do Sasha Baron Cohen a.k.a Borat. Ele simplesmente ar-ra-sa! 

Carmen Jones
O filme se passa em  uma base militar americana e é uma história de amor. Carmen Jones trabalha na base e é desejada por todos, mas como a vida nunca é justa, a única pessoa que ela gosta tem namorada e não tá interessada nela novidade Depois ela usa maneiras não-tão-justas pra ficar junto com essa cara e a partir daí o filme simplesmente toma caminhos nada clichês.
Creio que gostei devido a essa metade do caminho que foi totalmente inesperado. Tô tão acostumada com esses filmes previsíveis que quando isso não acontece, ganha meu coração imediatamente. Vale citar que a atriz que interpretou Carmen Jones, Dorothy Dandridge, foi a primeira negra a ser indicada ao Oscar de melhor atriz, em 1955. Tô com preguiça de pesquisar quem ganhou no lugar e provavelmente não vou conhecer, mas ela tá excepcional no filme!


Minha música favorita é a primeira que Carmen canta chamada "Dat's Love", mas conhecido como  "Habanera".

                                          

Ah, também é importante lembrar que o filme levou o Globo de Ouro do ano. Não sou a única que acha incrível.

Moulin Rouge
Ah, Moulin Rouge... Que filme lindo! Adoro o fato que a personagem do Ewan McGregor é um escritor, deixa a história bem mais interessante já que o filme mescla a narração do quarto com as memórias dele. A paixão dele pela Satine é lindo e as músicas... as músicas!


Minha música favorita é a linda versão de "Your Song", eu simplesmente adoro! Adoro também a performance que eles improvisam pro dono do Moulin Rouge, mas não postarei aqui pra não dar spoilers (até agora tô indo bem porque to procurando postar só os vídeos iniciais dos filmes)
Não tenho mais o que falar do filme, tem música, love story, drama e me faz chorar. Sem mais.

Oliver!
Confesso que quando fui assistir, tava desanimada. O filme é de 1968 e tem quase três horas de filme, mas como eu tava na vibe 'ganhadores do Oscar' e é musical, fui assistir e ainda bem que o fiz. Não percebi todas essas horas passando, me apaixonei pelo filme e meu amor por Charles Dickens só cresceu. O filme é infiel ao livro, mas entendo porquê. O final do livro é tenso e muito chocante pra um musical. Mesmo assim, gostei do final. 


Só uma nota de rodapé (que não ficará no rodapé), o final do filme de 2005 de Roman Polanski é teeeeeeeeeeeeenso, mas também diferente do livro. Bem mais tenso que o livro, na verdade, e também acho que foi proporcional, já que né, só de olhar na filmografia do diretor dá pra saber que ele gosta dessas coisas pesadas e emocionais (dica, ele fez "O Pianista")
Bem, voltando ao filme, não tenho uma música favorita porque nenhuma realmente me emocionou/ganhou meu coração, mas gosto muito da primeira música, quando Oliver foge do cara que dá comida no orfanato. Mas pode ser pelo impacto que a música dos anos 60 fez em mim, não sei. Outra que coisa que quero acrescentar é como o Oliver é bonitinho! Fui procurar onde o ator foi parar e infelizmente não fez mais nada de destaque... uma pena, queria ver essa cara fofa de novo.


Bônus: Desenhos
Eu já deixei claro aqui que adoro desenhos, então não vou me estender, não. Mas também não poderia deixar de citar os desenhos, que em sua maioria são musicais. Só vou deixar uma pequena lista das músicas de animação que simplesmente adoro e não sou a única, porque a maioria ganhou o Oscar de melhor canção:
  • A Whole New World - Aladdin
  • I'll make a man out of you - Mulan
  • You'll be My Heart - Tarzan <3 <3 <3 <3 <3
  • The Circle of Life - The Lion King
  • You've Got a Friend in Me - Toy Story
  • Down to Earth - Wall-e


That's all x

Nenhum comentário:

Postar um comentário