17 de setembro de 2012

Game Crush #1

Ok, eu preciso mostrar meu lado nerd em algum lugar. Agora é moda falar que gosta de nerd que assiste filmes, séries, lê ou simplesmente que gosta de Star Wars, mas nerd que gosta de video-game e que passa o final de semana inteiro[!] jogando Call of Duty, bem, aí ninguém gosta. 
Minha primeira game crush foi Leon Scott Kennedy. Eu comecei minha história com RE pelo 2, fato que faz meu irmão jogar na minha cara até hoje, dizendo que não sou uma fã verdadeira porque não joguei o primeiro e melhor jogo da franquia. Em minha defesa, eu era muito nova! Aí eu falo pra ele: "que bom que você tem orgulho em ser velho" HAHAHAHA e a discussão não para. Pra falar a verdade, nem o 2 joguei direito, lembro que eu jogava com meu primo Robinson da seguinte maneira: ele matava os zumbis e tudo que aparecia e me dava o controle quando era só andar e achar erva e munição. Joguei o 3 também, mas não tem Leon nesse, só a Jill, Carlos e Nêmesis. 
Em compensação, o 4 é só do Leon ♥. Perdi as contas de quantas vezes fechei o jogo, tanto no Playstation 2 quanto na versão do wii, simplesmente adoro! Adoro a história dele com a Ada, embora eu shippe ele com Claire (Cleon ).

Primeiro encontro em RE4. Hot, isn't it?

Adoro mais ainda a versão sexy-social do Leon, uma das roupas que é liberado após zerar o jogo. Além da Ashley tá com uma armadura e nada pode atingir aquela criatura irritante. A parte ruim é que não dava pra matar ela de propósito quando ela enchia o saco.


Fora que se você estiver com essa roupa e com a arma infinita, na hora de aperta os botões pra carregar a arma, ele joga o chapéu pro alto e pega de um jeito muito estiloso. Queria conseguir achar uma gif disso, mas não sei nem onde procurar. Bom, tá muito claro na minha cabeça e é incrivelmente foda. 
Depois do RE4, o wii fez um dos melhores jogos chamado Resident Evil: Darkside Chronicles. Eu esperei muito por esse jogo, mano! São três histórias diferentes, RE2, RE Code: Veronica e Leon com Krauser. Mas não é só Leon e Krauser, é Leon e Krauser novos, antes dos acontecimentos de RE4 e na América do Sul ! Sério, é muito bom!


Mais novo e com gráficos melhores, quer coisa mais perfeita? *-* 
Depois veio o CG Resident Evil: Degeneration. O filme com os protagonistas Leon e Claire, nem preciso falar que adorei ver Cleon juntos novamente, né? Ele tá mais velho e o rosto mudou muito, mas continua bonito. Ele é todo fodão e se mostra como forte toda hora, como se nada o abalasse, mas numa das cenas com a Claire na tenda mostra que ele ainda é humano, é como se a Claire mostrasse o melhor dele. É uma pena que ele goste da Ada, aquela espiã maldita (e incrivelmente foda).


Vale mostrar a cena do filme que ele fala: "shoot then in the head"

                                       

E agora eu só preciso esperar até meu irmão comprar Resident Evil 6 pra eu ver essa beleza toda de novo no meu Xbox 360 *-* 
Leon em RE6

Segunda Game Crush é Dante, de Devil May Cry 
O primeiro jogo da franquia que joguei foi DMC3, onde explica o porquê do título ser esse. Depois desse, tentei jogar o primeiro, mas como não tinha muitas das técnicas do terceiro, não consegui jogar. 


Nesse jogo aparece o irmão gêmeo do Dante, Vergil. Eu sei que o Dante não é exatamente do bem, ele é bad boy, não aceita ordem de ninguém e se acha o foda, mas pelo menos ele tenta proteger a Terra, agora o Vergil não, só pensa nele mesmo, tanto é que se ferrou no final desse jogo. É super engraçado o fato que a única coisa que diferencia os dois, além da roupa, é o cabelo. xD
Pra quem não conhece, DMC é, basicamente, um jogo de matar descontroladamente os inimigos bizarros que aparecem. Digo descontroladamente porque os inimigos aparecem de penca; a arma, além dele possuir duas, é infinita e não há pra onde fugir, então seu objetivo é mesmo matar todo mundo ao som de um rock pesado. Confesso que adorei o terceiro jogo, mas provavelmente porque foi o primeiro que joguei. Pedi desesperadamente pro meu irmão comprar o quarto pra mim e quando ele o fez, nem consegui nem terminar . Muito repetitivo. Mas bom, antes de ir pro quarto jogo, vou deixar aqui uma das minhas partes preferidas do jogo, quando o Dante e o Vergil lutam juntam. 
 
                                   

Agora sim, o quarto. Embora eu não tenha gostado, adorei a história do Nero, exceto a parte que ele é A CARA do Dante (vide abaixo). Ele é todo bad boy (como Dante), mas é apaixonado por uma mulher toda meiguinha e religiosa. Ele faz de tudo pra vê-la a salva (típico), ao contrário do Dante que não tá nem aí pra Lady e pra sua parceira, Trish. 


Mesmo não terminando o jogo de tão repetitivo que achei, as cenas de brigas entre Dante e Nero (que não são poucas) são ótimas! Os dois são incrivelmente fodas e eu adorava ver o Dante todo irônico, tratando o Nero como se fosse bebê, até que o Nero mostrava o quão forte era e aí o Dante fazia uma cara de "adoro desafios".
A única diferente entre os dois é que o Nero tem essa mão de demônio 
Não gosto muito do Dante nesse jogo, prefiro ele no DMC3 ou no animê de 12 episódios que fizeram. Deve ser por causa dessa barbinha, embora eu tenha gostado da do Leon no RE6. Sei lá, acho que tenho uma bipolaridade com barbas.


No começo desse ano, se não me engano, divulgaram o novo jogo da franquia. Não entendo muito bem, mas parece que o produtor vai ser outro, só usaram o mesmo nome. E só o nome MESMO, porque olha o que o Dante virou:


Bizarro, certo?

Minha última game crush é de RE, Steve Burnside.
Ele aparece em RE Code: Veronica, um dos meus jogos favoritos da série. (a ordem seria RE4, RE CV e RE Darkside Chronicles) Embora seja, definitivamente, a melhor história, tanto é que foi o único livro da série que li. A reencontro de Claire e Chris, o amor de Steve, Antártida, os irmãos Ashford, tudo muito ! O game é mais velho que RE4 então os gráficos são inferiores, mas já dá pra ver como o Steve é bonitinho.


Ele tava preso na Rockford Island não lembro porquê, por isso tem essa coleira aí da foto. Anyway, depois o abençoado wii  fez o Darkside Chronicles (como já agradeci acima) e fez um jogo com a mesma história, só que com gráficos melhorados, fazendo o Steve ficar assim:


Bem melhor, né? Ao contrário de Cleon que não tem nenhum indício de romance entre eles, o jogo mostra claramente um clima entre os dois, mas infelizmente Steve morre E PARTE NOSSOS CORAÇÕES (meu e da Claire)


No Code: Veronica, no discurso de morte (?), o Steve diz que ama a Claire, mas sei lá qual a razão eles tiraram isso no Darkside Chronicles. Devem ter achado que era rápido demais ele amar a Claire, já que eles se conhecem num dia e ele morre no mesmo. Independente disso, eles são lindos juntos! E eu tenho certeza que o Wesker pegou o Steve pra fazer experimentos e ele vai voltar todo mal à lá Jill. Só tô esperando. 

Bônus:
Strider Hiryu


Chamo essa Crush de bônus porque não sei nada sobre ele, só acho bonito, estiloso e fácil de lutar. Veja bem, eu não sou nada boa em Marvel vs Capcom, mas adoro porque tem Chris, Wesker, Nêmesis, Dante, Trish, Vergil, além, claro, dos heróis da Marvel. Mas por alguma razão desconhecida, não gosto de jogar com as personagens da Marvel, então eu tinha que escolher outra personagem pra treinar a jogar, sim, sou dessas que só joga com uma personagem, no caso de Marvel vs Capcom, 3.Chris, Dante são meus preferidos, mas me recordo que jogava com Strider Hiryu e outro lá que ficava só de cueca no Marvel vs Capcom 2, então escolhi Strider Hiryu pra ser meu terceiro membro. 
E não termina aí, ele é muito bom! Confesso que o Chris é muito difícil de jogar porque ele não tem poderes e eu ainda não descobri como joga a granada, mas o Strider é muuuuito fácil de jogar (não mais fácil que o Dante), ele tem um poder lá que aparece um lobo ou algo do tipo e afasta todo mundo de você a não ser se a pessoa pule. Ele é bom! Tentei procurar o jogo só dele, mas não pareceu legal pelos vídeos que eu vi, além de, aparentemente, não ter uma versão pra Xbox ou coisas mais recentes. 
Poxa, fiquei com vontade de jogar Marvel vs Capcom 3, mas só na sexta agora. =| 

That's all x

Nenhum comentário:

Postar um comentário